Alunos do CEF 4, do Gama, recebem embaixador do Marrocos

, O embaixador do Marrocos no Brasil, Nabil Adghoghi,e a colaboradora do governo e criadora do programa, Márcia Rollemberg, ficaram encantados com os projetos de robótica e de artes desenvolvidos em turno contrário pelos estudantes de alto rendimento.

Com hospitalidade e sentimento de gratidão aparente, o Centro de Ensino Fundamental 4, do Gama, recebeu o embaixador do Marrocos no Brasil, Nabil Adghoghi, na manhã desta quinta-feira (28).

O embaixador do Marrocos no Brasil, Nabil Adghoghi,e a colaboradora do governo e criadora do programa, Márcia Rollemberg, ficaram encantados com os projetos de robótica e de artes desenvolvidos em turno contrário pelos estudantes de alto rendimento.
O embaixador do Marrocos no Brasil, Nabil Adghoghi,e a colaboradora do governo e criadora do programa, Márcia Rollemberg, ficaram encantados com os projetos de robótica e de artes desenvolvidos em turno contrário pelos estudantes de alto rendimento. Foto: Dênio Simões/Agência Brasília

A ida do diplomata é uma retribuição à visita feita pelos estudantes à embaixada em maio, no âmbito do programa Embaixadas de Portas Abertas.

“Tivemos a honra recebê-los. Foi um momento muito agradável porque tive o prazer de explicar sobre o Marrocos e vi um interesse muito grande de vocês sobre nossa política, moeda e futebol”, lembrou Nabil.

Em respeito ao visitante, ouviram primeiramente o Hino do Marrocos, em seguida o do Brasil e o de Brasília.

O CEF 4 foi a primeira escola a chamar pais dos alunos participantes do projeto para a recepção aos representantes de uma representação diplomática.

Márcia Rollemberg, colaboradora do governo e criadora do programa, salientou o fato como muito simbólico uma vez que, para ela, é necessário o compromisso do Estado, dos educadores e da família com as crianças.

O diretor da escola, Alexandre Dias, conduziu a visita pelas dependências da instituição, apresentando o ambiente escolar, as disciplinas e os projetos em andamento. “Nunca imaginei que seria recebido com tanto carinho”, agradeceu o representante diplomático.

O destaque foi para a sala de recursos, que dá atenção aos alunos com necessidades especiais, e à sala de altas habilidades, que atende estudantes superdotados. Na segunda, o embaixador e Márcia ficaram encantados com os projetos de robótica e de artes desenvolvidos em turno contrário pelos estudantes de alto rendimento.

Para Dias, esta é uma preocupação constante da escola: atender todos os alunos dentro das suas necessidades específicas e promover a inclusão. “Aqui, eles aprendem a lidar com as diferenças desde cedo”, assegurou.

Ele destacou que o Embaixadas de Portas Abertas é importante porque, ao trazer para o convívio dos alunos alguém que nasceu em um país distante, mostra que eles podem almejar estar em qualquer lugar do mundo também.

Alunos do 6º ano fizeram um jogral com o poema Canção do Exílio, de Gonçalves Dias, e os do 7º ano apresentaram uma peça teatral sobre cidadania e meio ambiente.

O colégio recebeu uma placa de escola parceira do Embaixadas de Portas Abertas, e a embaixada, um certificado.

Além disso, a instituição deu ao embaixador uma mandala com as cores da bandeira marroquina. O representante diplomático e Márcia Rollemberg foram presenteados ainda com toalhas bordadas. Todos os mimos foram produzidos por artesãs locais. Já os alunos, deram aos visitantes livros com poemas ilustrados feitos por eles.

Ao fim, foram servidas comidas típicas do Brasil, como o pequi, paçoca de carne e cuscuz, tudo feito pelos pais de alunos e pela comunidade escolar.

O programa Embaixadas de Portas Abertas

Embaixadas de Portas Abertas começou, como piloto, em 2015 e foi instituído oficialmente em 9 de agosto de 2017. O programa tem como objetivo aproximar os estudantes da rede pública da carreira diplomática e apresentar a eles os costumes de outras partes do mundo.

As atividades fazem parte do programa Criança Candanga, conjunto de políticas públicas voltadas para a infância e a adolescência em Brasília.

A iniciativa, idealizada por Márcia Rollemberg, é uma parceria entre a Assessoria Internacional, a Secretaria de Educação e a Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília (TCB) — que leva os alunos às embaixadas.

As representações diplomáticas interessadas em participar do programa podem enviar e-mail para assessoria.internacional@buriti.df.gov.br.

, O embaixador do Marrocos no Brasil, Nabil Adghoghi,e a colaboradora do governo e criadora do programa, Márcia Rollemberg, ficaram encantados com os projetos de robótica e de artes desenvolvidos em turno contrário pelos estudantes de alto rendimento.Visita do representante diplomático é retribuição à ida dos alunos à embaixada em maio. Ação faz parte do programa Embaixadas de Portas Abertas,
Fontes: Politicadistrital / Blogdopoliglota
Author: Dávini Ribeiro, da Agência Brasília

Powered by WPeMatico

Comments are closed.