Aplicativo de ônibus é lançado com um ano de atraso

Dispositivo está em fase de testes e vale, por enquanto, para algumas regiões do Distrito Federal

Com um ano de atraso, o Governo do Distrito Federal lançou nesta quarta-feira (30/1) o aplicativo +Ônibus Brasília, que vai divulgar em tempo real as linhas do transporte público da capital. Neste primeiro momento, a tecnologia vai funcionar para as bacias atendidas pelas viações Marechal (Bacia 4) e Piracicabana (Bacia 1).

Mas o usuário que consulta o aplicativo vai encontrar apenas o número das linhas e não os nomes, nem itinerários. Além disso, o horário não necessariamente é o que ônibus passou na parada indicada pelo usuário. Ao ver a falha, o secretário de Mobilidade, Fábio Damasceno, não gostou. O governo informou que o serviço está em fase de teste e que os eventuais problemas serão sanados.

As linhas das duas viações já podem ser consultadas no aplicativo correspondem a 36% da frota do DF, que totaliza 2.700 veículos. Fevereiro será o mês de teste do serviço. “A previsão é de que em até 90 dias as outras empresa estejam operando também”, afirma Damasceno.

Reprodução/WhatsApp

REPRODUÇÃO/WHATSAPP

O aplicativo, disponível  por enquanto apenas para  a plataforma  Android, era uma promessa do programa Circula Brasília. Sua previsão inicial de funcionamento, segundo o cronograma de ações da Secretaria de Mobilidade, era para janeiro de 2017.

A lei que estabeleceu as normas foi publicada em dezembro de 2016 no Diário Oficial do DF. A regra estabelece que as companhias devem informar, de forma gratuita, localização, itinerário detalhado, atrasos, acessibilidade do veículo, previsão de horário em cada parada da linha, entre outros dados.

“Quando a pessoa tem a possibilidade de saber com exatidão o horário que o ônibus vai passar ela pode se programar. Tem conforto e segurança, pois poderá ir para o ponto de ônibus só no horário programado”, destacou Rodrigo Rollemberg (PSB). “Fábio (Damasceno), aperte as empresas para que no menor tempo possível a gente tenha todas atendendo o aplicativo”, acrescentou.

Em julho do ano passado, o Metrópoles mostrou que o audacioso projeto Circula Brasília tem caminhado a passos de tartaruga. Do pacote com 80 ações previstas para melhorar o transporte público e a mobilidade urbana no Distrito Federal, o prazo para a execução de 38 terminou naquele mês sem que elas tenham sido finalizadas ou sequer iniciadas.

Na ocasião, a implantação do Bilhete Único, a divulgação em tempo real das linhas de ônibus que circulam pelo DF, o começo das obras de expansão do metrô e o projeto do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) estavam entre as atividades que haviam passado do tempo de serem concluídas, conforme cronograma do próprio Governo do Distrito Federal.

Abrangência do aplicativo

Piracicabana – Bacia 1

Plano Piloto, Sobradinho, Planaltina, Cruzeiro, Sobradinho 2, Lago Norte, Sudoeste/Octogonal, Varjão e Fercal

Marechal Brasília – Bacia 4
Taguatinga, Park Way, Ceilândia, Guará e Águas Claras

Aplicativo +Ônibus Brasília
Disponível para Android na Play Store com o nome +ônibus geocontrol
Lançamento para IOS: até 15 de fevereiro
Pelo site do Bilhete Único: bilheteunicodebrasilia.df.gov.br

Fonte: Metrópoles

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*