Roubos de veículos caíram 25,1% no DF em março deste ano

, A Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social divulgou em entrevista coletiva nesta sexta-feira (6) o balanço da pasta para o mês de março.

Em março deste ano, os roubos de automóveis diminuíram 25,1% no Distrito Federal. Esse foi um dos destaques positivos na estatística dos diversos tipos de crimes contra o patrimônio nesse mês.

A Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social divulgou em entrevista coletiva nesta sexta-feira (6) o balanço da pasta para o mês de março.
A Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social divulgou em entrevista coletiva nesta sexta-feira (6) o balanço da pasta para o mês de março. Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

Balanço divulgado pela Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social nesta sexta-feira (6) revela que houve queda em todas as modalidades de roubos e furtos em relação ao mesmo período de 2017.

Em média, a redução foi de 21,5% nos registros de crimes contra o patrimônio, conforme o levantamento. Em números absolutos, o total em março deste ano foi de 4.526 casos, contra 5.762 no ano anterior.

Os dados foram apresentados pelo titular da pasta, Cristiano Sampaio. A redução no índice de roubos em transportes coletivos foi outro ponto que ele considerou relevante. A queda foi de 36% em relação ao primeiro trimestre de 2017.

36%
Queda no índice de roubos em coletivos no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2017

“Como vínhamos de um aumento desses assaltos no passado, unimos esforços de diversos departamentos”, explicou Sampaio. Segundo ele, a Secretária de Mobilidade trabalhou em parceria com as Polícias Civil e Militar para prevenir esses crimes.

O subsecretário de Fiscalização, Auditoria e Controle da pasta de Mobilidade, Felipe Martins, avaliou o resultado como um avanço na política de enfrentamento ao crime. “No acumulado de janeiro a março, a redução de roubos em transportes coletivos foi de mais de um terço.”

Além de assalto a transportes e roubos de veículos, os crimes contra o patrimônio que diminuíram em março foram:

  • Roubos a pedestres (-24,5%)
  • Roubos em comércios (-11,9%)
  • Roubos em residências (-23,7%)
  • Furtos em veículos (-9,8%)

Índice de homicídios é o mais baixo em 13 anos

Já para os índices de crimes violentos letais intencionais, o destaque ficou com o número de homicídios, que em março caiu de caiu de 49, em 2017, para 40 este ano. É a menor notificação desde 2005, quando foram registrados 31 casos no mês.

Em 2017, o DF fechou o ano com o menor índice de homicídios por 100 mil habitantes dos últimos 29 anos: Foram registrados 16,3 crimes contra a vida por grupo de 100 mil moradores do território.

Registro de estupro também apresentou redução

A apresentação da secretaria também revelou redução no número de estupros. Em relação a março de 2017, a queda foi de 26,2% nas ocorrências, que passaram de 65 para 48.

Para a secretária-adjunta de Políticas para as Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Joana D’Arc de Mello, a redução ocorreu porque programas de atendimento às vítimas de violência de gênero desestimularam os possíveis agressores.

Conforme o levantamento, houve redução de 31% nos estupros de adultos e de 79% nos praticados contra vulneráveis, nas residências e nos locais de trabalho.

“Os números indicam que muitas vítimas são agredidas por conhecidos. O que nos faz buscar apoio com as secretarias do Trabalho, para assistência social, de Saúde, para intervenções em hospitais, e de Educação, para prevenir, além do policiamento”, esclareceu Sampaio.

Edição: Vannildo Mendes

, A Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social divulgou em entrevista coletiva nesta sexta-feira (6) o balanço da pasta para o mês de março.Todos os tipos de crimes contra o patrimônio tiveram redução nos índices em relação ao mesmo mês de 2017. Relatório foi divulgado nesta sexta (6) pela Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social,
Fonte: Politicadistrital / blogdopoliglota / agenciabrasilia
Author: Vinícius Brandão, da Agência Brasília

Powered by WPeMatico

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*