Técnico do Santos explica “rodízio” nas escalações e mira time ideal

Cuca explica rodízio nas escalações (Fotos: Ivan Storti/Divulgação)

No Santos desde o fim de julho, Cuca ainda não repetiu uma escalação. São 12 jogos times diferentes em campo, com cinco vitórias, quatro empates e três derrotas.

Para o clássico contra o São Paulo, domingo, às 16h (de Brasília), na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro, o Peixe seguirá sem uma mesma formação em duas partidas consecutivas. Carlos Sánchez, recuperado de lesão muscular sofrida durante preparação de amistoso do Uruguai contra o México, está à disposição e deve entrar na vaga de Bryan Ruiz.

Cuca explica o “rodízio” nas escalações e prevê repetições na sequência do Campeonato Brasileiro, com apenas um jogo por semana.

“Tem que ter equipe ideal, mas não significa ter os mesmos 11. Trocando 1 ou 2, é 90% do time repetido e isso não infringe em nada negativo. Às vezes 3 ou 4 é por questão física, mais descansados. Agora é domingo e domingo, é provável que consigamos repetir se não tivermos lesões ou suspensões”, explicou o treinador, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, no CT Rei Pelé.

A provável escalação do Santos para o clássico é: Vanderlei, Victor Ferraz, Robson Bambu, Gustavo Henrique e Dodô; Alison, Diego Pituca e Carlos Sánchez (Bruno Henrique); Derlis González (Bruno Henrique), Rodrygo e Gabigol.

O post Técnico do Santos explica “rodízio” nas escalações e mira time ideal apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Fonte: GAZETA ESPORTIVA
Author: Lucas Musetti

Comments are closed.